A

A B C D E F G H I J L M N O P Q R S T U V X Z

Procure a pista, encontre a solução e complete as Palavras Cruzadas – Letra A

 

A cor da casca da castanha: marrom

A crosta dos preparados assados ou torrados, de gosto amargo: assamara

A dama (nos jogos de cartas): sota

A décima sexta parte de um alqueire: celamim

A extremidade do tubo da corola (Bot.): fauce

A lã que a esfarrapadeira deixa apta para laborar: mengo

A mais velha (de determinadas mulheres): deã

A maior das três divisões do osso ilíaco: ílio

A mão esquerda: canha

A parte central e fortificada de uma cidade: almedina

A parte da armadura que defendia especialmente o nariz (ant.): anasal

A parte delgada do navio, entre a linha de água e o gio grande: calime

A parte mais baixa do interior do navio, onde as águas se juntam e se corrompem: sentina

A parte mais fina da farinha dos cereais: feila

A parte mais grossa do linho, que fica depois de o passarem pelo sedeiro: estopa

A parte mais grosseira da farinha, que fica na peneira depois de peneirada: rolão

A parte mais substancial de uma planta, fruta ou grão que é obtida por meio de cocção lenta e prolongada: cremor

A parte nutritiva de uma substância: altriz

A parte superior em que se prendem os cortinados de uma cama: dossel

A porção de tinta que se mói de cada vez, na moleta: molada

A primeira cortiça que se extrai do sobreiro (regional): macha

A primeira luz do dia: alvor

A primeira pedra que forma a volta de um arco, e assenta sobre um capitel, cimalha ou ombreira: saimel

A primeira seda que o bicho-da-seda fia antes de começar a tecer o casulo: anafaia

A sexta parte de qualquer coisa (ant.): sesma

A terceira hora canónica (nove horas da manhã): tércia

A voz (prov.): galra

Abertura, à guisa de porta, no bordo da embarcação: falca

Abertura na extremidade de uma cavilha, para meter a chaveta: escatel

Abertura natural ou artificial por onde se escoam águas: bueiro

Abertura no alto da muralha de uma fortificação por onde se visava o inimigo: ameia

Abertura por onde a água das cheias invade os campos marginais: grota

Abertura por onde os mastros dos navios assentam na carlinga (Náut.): enora

Abertura superior do estômago: cárdia

Abismo: abisso

Abolição das sensações acústicas: acusia

Abraço: amplexo

Absíntio: alosna

Abundantemente: avonde

Acalentar (fam.): aninar

Acampamento mourisco formado de aduares dispostos geralmente em círculo (ant.): alxaima

Acaso (prov.): adrego 

Acaso feliz: bambúrrio

Acautelar antecipadamente: premunir

Acento tónico: icto

Acidente morfológico que é típico das regiões cársicas, caverna: algar

Açúcar produzido pelas fibras musculares: inosita

Acúleo com duas ou mais pontas: garfim

Acumulação de pus na cavidade pleural: empiema

Acusação desonrosa: doesto

Acusação: libelo

Adaptar duas coisas uma à outra: coaptar

Adelo de tarecos: tarega

Adestrador de elefantes: naire

Administrador de bens por encargo judicial: curador

Admitir numa corporação com dispensa das formalidades da praxe: cooptar

Adoidado (Açores): maniado

Adolescência: efebia

Adolescente: efebo

Adoração, culto dos animais: zoolatria

Adormentado: sopito

Adubo (Açores): buana

Adubo formado de substâncias orgânicas, sobretudo de excrementos das aves, abundante nas ilhas do Pacífico e na costa ocidental da América do Sul: guano

Afagar (a barba ou cabelo), passando-lhe a mão: cofiar

Afável: mavioso

Afeiçoado a coisas fúnebres: macabro

Afronta: vilta

Afrouxar (uma corda esticada): aluxar

Agarrar: asir

Agarrar (pop.): catrafilar

Agarrar em corrida (prov.): atrapar

Agir sem tino: zaranzar

Agitador: turbador

Agitar-se (as ondas): amarulhar

Agitar-se, produzindo rumor como ave que esvoaça: ruflar

Aglomeração de cristais num mineral diferente: drusa

Agregado de cristais que revestem uma cavidade rochosa: geode

Agrupamento de aduares: alhela

Água negra que escorre da tulha da azeitona: reima

Aguardente (gír.): ardosa

Aguardente de cana: tafiá

Aguardente muito forte, em especial a do coqueiro (Índia): fenim

Águas vivas das marés: malina

Airoso (prov.): gazil

Ajustado: avindo

Alagar: anegar

Alameda em frente dos templos gregos: dromo

Alastrado (fig.): espargido

Alastrar-se pouco a pouco: manir

Albumina vegetal: glutina

Alcali vegetal extraído da noz-vómica, que tem propriedades estimulantes e é muito venenoso: brucina

Álcool etílico: etanol 

Alcoviteira: lena

Alcunha: apodo

Alcunhar, depreciando: apodar

Alegoria moral em que figuram, a falar, os animais ou coisas inanimadas: apólogo

Alegrar-se muito: exultar

Alegre em extremo: álacre

Aletria: fidéus

Alfândega: aduana

Alimentação diária ou habitual: passadio

Alimento delicioso que, segundo a Bíblia, Deus mandou em forma de chuva aos Israelitas no deserto: maná

Alimento preparado à base de milho torrado e moído (Cabo Verde): camoca

Alimento que as aves bravas procuram: cibalho

Alimpadura dos cereais, debulhados nas eiras: voagem

Aliviar, suavizar: lenir

Altar de fogo, na religião dos Persas: pireu

Alteração do sentido do cheiro que leva a apreciar odores desagradáveis: cacosmia

Altivez: entono; elação

Alto funcionário público em alguns povos do Oriente, intendente de negócios com estrangeiros: catual

Alvorada: alba

Alvoroço, grande vozearia de protesto (Alentejo): lavarinto

Amachucar com pancadas o chapéu (pop.): gebar

Amaciar, polir (metais): aducir

Amadurecer: sazonar

Amalucado (pop.): chalado

Amante fiel (fig.): amadis

Amante: barregã

Amanteigado: natento

Amarelo: Lúteo

Amarelo, cor de ouro: jalne

Amarrar aos cunhos das vergas (Náut.): empunir

Ameaça ridícula e vã: bravata

Ameaça vã: fosca

Ameaçador: minaz

Amêndoa coberta com açúcar: pralina

Amêndoa molar: aberrana

Amigação: amásio

Amigável: amistoso

Amígdala: tonsila

Amigo de galicismos: galiparla

Amigo dos animais: zoófilo

Amolgar: mossar

Amontoação de terra em torno do pé das plantas: amontoa

Amontoado cónico de feixes de trigo, palha, caruma, etc.: meda

Amora de silva: rubo

Amostra de cortiça para se verificar se está em condições de ser tirada: mestra

Amuo: arrufo

Anarquista: acrata

Ancinho (Minho): garamanha

Ancinho ou varredouro das salinas: ugalho

Andaime junto ao chão: andapé

Andaime móvel utilizado para construção ou reparação de edifícios: bailéu

Andamento animado na execução de uma peça musical: animato

Andamento mais lento de um motor: ralenti

Andar à cata de pequenos lucros: fanicar

Andar atrás de, bajular: sorrabar

Anel de metal que se atravessa no focinho do porco para o impedir de foçar: arganel

Angariador de votos para as eleições: galopim

Animais que pertencem a vários donos: adua

Animal fabuloso, com um chifre na testa (Mit.): licorne

Anjo da primeira hierarquia: serafim

Anomalia de um órgão que está fora da sua posição normal: ectopia

Antena e mais aparelhos que se armam provisoriamente num navio desarvorado a fim de velejar: guindola

Anteparo com que se alteiam os lados do carro de bois (prov.): cibana

Antes de começar o dia: antedia

Antiga arma de fogo, de cano curto e largo: arcabuz

Antiga armadura de ferro para defender a cabeça: celada

Antiga bandeira dos exércitos romanos: vexilo

Antiga canção de cariz melancólico, que lembra o romance trovadoresco: solau

Antiga carruagem de duas rodas e um só assento: sege

Antiga carruagem, de quatro rodas, com dois bancos frente a frente: landó

Antiga composição poética destinada a ser cantada à alvorada: alba

Antiga dança francesa, elegante e simples: minuete

Antiga designação do timbale: atabale

Antiga embarcação de carga a remos e por vezes à vela, usada no Mediterrâneo: barinel

Antiga embarcação portuguesa muito bojuda: urca

Antiga espada curta, robusta, de lâmina larga com dois gumes, usada especialmente pelos legionários romanos: gládio

Antiga flauta pastoril: avena

Antiga máquina de guerra com que se expediam pedras contra as praças: trabuco 

Antiga máquina de guerra formada por uma viga grossa e comprida, com uma cabeça de carneiro esculpida na extremidade, que era utilizada para derrubar portas e muralhas: aríete

Antiga medida africana, equivalente a duas jardas: upanda

Antiga medida agrária de 12 braças com 120 palmos: adival

Antiga medida agrária dos Romanos equivalente a 14,400 pés quadrados: acna

Antiga medida agrária: hastim

Antiga medida de capacidade dos Hebreus: nébel

Antiga medida de capacidade: fiã

Antiga medida do comprimento de seis pés: toesa

Antiga medida equivalente a dois litros: tagra

Antiga moeda da Índia e da Etiópia: fanão 

Antiga moeda da Turquia: maidim

Antiga moeda de dez réis (gíria): lepes

Antiga moeda de prata da Alemanha: táler

Antiga moeda portuguesa de prata que valia 36 réis: barbuda

Antiga moeda portuguesa do valor de um sexto de real: ceitil

Antiga palavra francesa correspondente ao oui «sim»: oil

Antiga trombeta mourisca: anafil

Antiga vestimenta grosseira para os dois sexos: saial

Antigo: vetusto

Antigo artifício de trovadores que consistia em comporem cantigas ou estrofes com auxílio de um estribilho: atafinda

Antigo barrete de peles: galero

Antigo capote de mangas e capuz: tabardo

Antigo carro romano puxado a dois cavalos: biga

Antigo e pequeno peso de Ormuz: quiaz 

Antigo escudo dos Lusitanos, coberto de ouro: cetra

Antigo funcionário administrativo e judicial: aguazil

Antigo habitante do País de Gales: silure

Antigo imposto aduaneiro: variagem

Antigo jogo de cartas: pacau

Antigo nome da constelação da Virgem: astreia

Antigo nome dos governadores árabes, em território de Espanha: váli

Antigo pano transparente com que se faziam as togas dos magistrados: burato

Antigo processo de curar doenças pela aplicação, em determinadas condições, das mesmas causas que as podem provocar: isopatia

Antigo sacerdote da Gália e da Britânia: druida

Antigo sacerdote romano, que intervinha nas declarações de guerra e nos tratados de paz: fecial

Antigo senhor feudal, no Japão, que dominava o governo: dáimio

Antigo tecido de seda e lã: macaio

Antigo utensílio de pesca: tancha

Antigo vestuário com abas e fraldão: saio

Antigo vaso de colo estreito, semelhante a uma garrafa: lagena

Antílope russo de focinho grosso e rombo: saiga

Antipatia: asca

Antipirético muito tóxico: cairina

Anular judicialmente a venda de: redibir

Ao fim da tarde (Madeira): alpardo

Apanha da sardinha que sai da rede rebentada: apanhia 

Aparato: alarde

Aparecer em lugar alto: assomar

Aparelho cirúrgico de talas para aplicar nos membros quebrados: astela

Aparelho das velas do estai, entre os mastros (Náut.): urraca

Aparelho de pesca utilizado no Brasil: gaivão

Aparelho de redes para pescar no alto mar: caceia

Aparelho e adorno para bestas: jaez

Aparelho formado de uma caixa e cilindros concêntricos e que substitui as seiras na espremedura do bagaço da azeitona: forata

Aparelho que serve para limpar o grão dos cereais, ventilando-o: tarara

Aparelho cirúrgico de talas para aplicar nos membros fraturados: astela

Aparência lustrosa: nediez 

Aparição sobrenatural: trasgo

Apatetado (prov.): tarouco

Aperta com nó: enodar

Apertar fortemente: arrochar

Apetite contínuo: orexia

Aplicar os Santos Óleos: ungir

Apoio: suporte

Apontamento para lembrar uma coisa que tem de se fazer: memento

Apontar: assestar

Apreensão, o que se apreendeu: tomadia

Aprendiz de caixeiro: marçano

Apressar muito: açodar

Aprovação (fig.): aval

Aquele que, entre os antigos Gregos, cantava hinos nas solenidades religiosas: hinodo

Aquele que faz vaticínios: vate 

Aquele que trabalha com a roçadoira: rocena

Aquele que, entre os antigos Gregos, cantava hinos nas solenidades religiosas: hinodo

Aquilo que se mete à boca de uma vez: bocada

Aquilo que se não deve dizer porque é injusto ou ilícito: nefas

Ar frio e cortante da madrugada ou da noite (prov.): rexio

Arado de atupir: assuco

Arar ao de leve para arrancar as ervas daninhas (prov.): aricar

Arbítrio, escolha: alvedrio

Arbusto cistáceo, vulgarmente chamado erva-das-sete-sangrias: alcar

Arbusto da família das Anacardiáceas, espontâneo nos lugares pedregosos e cultivado para ser utilizado no curtimento de couros, em tinturas e em medicina: sumagre

Arbusto da família das apocináceas: loendro

Arbusto pináceo de folhas medicinais: sabina

Arca em que os comediantes levavam os seus vestuários e adereços: sóraco

Arcada fingida: arcatura

Arco da broca dos ourives: talado

Arco dos Índios (Brasil): urapará

Arco ou anel metálico que cinge qualquer corpo cilíndrico, reforçando-o: virola

Ardência: estuo

Ardiloso: cadimo

Ardor que se sente no estômago: pirose

Areia de que os ourives se servem para moldar: cifa 

Arenosa (praia) (Aveiro): calua

Aresta reentrante do telhado por onde se faz o escoamento das águas pluviais (prov.): laró

Argila branca que serve para o fabrico de porcelana: caulim

Argila granulosa dos terrenos fossilíferos: psamito

Argola da âncora: anete, arganel ou arganéu

Argola de ferro, ligada a corrente, que cingia a perna dos condenados a trabalhos forçados (ant.): braga

Argola onde enfia o ferrolho ou por onde se puxa a porta: armela

Argumento de uma ópera: libreto

Arilo da noz-moscada: macis

Arma branca, de lâmina curta e larga, com dois gumes: adaga

Arma ofensiva, semelhante a um grande punhal, usada pelos Turcos e outros povos orientais: iatagã

Armações de pesca da sardinha: artes 

Armadilha (regional): arola ou rabiosca

Armadilha de caçar coelhos e aves: aboiz

Armadilha para pássaros (Minho): armelo

Armadilha para pássaros: brete

Armadura completa do antigo guerreiro: arnês

Arranque das ervas nocivas às sementeiras: monda

Arrastar (prov.): arrouçar

Arreda! (interj.): uxte

Arredores de um lugar: alfoz

Arrotar: eructar

Arroteador de terras bravias ou cobrador de rendas, na Índia: gancar

Arrotear (Trás-os-Montes): cachiar

Arroz de estiagem ou de regadio (Timor): vangana

Arruinar: aluir

Arte de conhecer o autor de uma escrita pela grafia usada por ele: grafognosia

Arte de encontrar e explicar o verdadeiro sentido de um texto, aplicando as regras da hermenêutica: exegese

Arte manual: mester

Arte ou profissão manual: mester

Articulação móvel: flexura

Articulação rápida e alternada de duas notas musicais conjuntas: trilo

Artífice (poético): fabro

Artigo vendível, mercadoria: veniaga

Árvore a que se prende a vinha de enforcado: uveira

Árvore de grande porte, de S. Tomé, fornecedora de certos produtos de aplicações medicinais: zamumo

Árvore de Timor de madeira amarelada: siba

Árvore espinhosa do Oriente: larim

Árvore indiana de madeira resinosa e aromática: águila

Asa do nariz: aleta

Asiático: asiano

Aspa, nos brasões: santor

Assento raso: escabelo

Assoar-se: moncar

Associação corporativa de artesãos, mercadores, artistas, etc. Na Flandres, durante a Idade Média: guilda

Astucioso, velhaco: solerte

Atalho através dos campos (prov.): orreta

Atear ou inspirar desejos imoderados: açorar

Aterro nivelado numa encosta e geralmente sustido por um muro ou botaréu: socalco

Atitude que consiste em atribuir às coisas uma alma análoga à alma humana: animismo

Ato de mamar (Beira): zola

Atoleimado (pop.): zaré

Atordoar: azoar

Atrapalhado: aréu

Atravessar a nado: tranar

Atrevimento: ardidez ou descaro

Atribuir a alguém: irrogar

Atroar, fazendo estrondo: aturgir

Aturdido: azoado

Audição: outiva

Auge, clímax (de uma vida, de um desejo, de uma doença, de uma instituição, de uma doutrina): acme

Aumentar o valor de: majorar

Ausência congénita do maxilar inferior: agnatia

Ausência de doença: anosia

Ausência de fruto: acarpia

Ausência de leis ou de organização: anomia

Autoridade superior em matéria eclesiástica: jerarca

Auxiliar, ajudante (do cognome de Simão que ajudou Cristo a levar a cruz na Via Dolorosa, em Jerusalém) (fig.): cireneu

Avaria: pane

Ave (espécie de poupa) africana: pupu

Ave africana: quimbe 

Ave aquática palmípede: garajau

Ave canora do Brasil: graúna

Ave columbina africana: nêndi

Ave de penas arrepiadas (Bras.): guriba

Ave de rapina africana: gonga

Ave de rapina, que vive de noite, de canto melancólico e fúnebre: urutau

Ave de tamanho relativamente grande, de bico muito desenvolvido e que vive em bandos na Ásia, África e Austrália: calau

Ave fabulosa que passava por fazer o ninho no mar quando este estava tranquilo: alcião

Ave galinácea do Brasil, da família dos Tinamídeos, de carne apreciada: macuco

Ave limícola semelhante ao adem: sisão

Ave palmípede de arribação: avoceta

Ave palmípede dos mares do Norte: bernaca

Ave palmípede, menor que o pato: cerceta

Ave pernalta de arribação: abibe

Ave pernalta semelhante à cegonha, que vive na Índia e na África: marabu

Ave pernalta, da família dos cultirrostros: grou

Ave trepadeira: alhorca

Ave trepadora da África: quele

Ave trepadora zigodáctila: guere

Azedar: aziumar

Azedume: agror

Azorrague feito de couro torcido: relho

Azul, uma das cores básicas da tricromia: ciano